Você não pode visualizar esta videoaula porque ainda não está logado.

4 comentários em “CO1015 – Cálcio

  1. Já que o leite tetra pak não é um recomendado devido a adição de conservante e estabilizante. Qual seria a melhor opção de leite pó mesmo sendo um produto industrializado ??
    obrigada

  2. Gostaria de saber em relação ao leite em pó, já que o leite tetra pak não é um recomendado devido a adição de conservante e estabilizante. Qual seria a melhor opção de leite pó mesmo sendo um produto industrializado ??
    obrigada

    • Olá Martha,
      Quanto menos processado for o alimento, melhor.
      A sugestão é o leite de saquinho, tipo “A”.
      O leite só é classificado como tipo “A” quando após a ordenha mecânica é aquecido numa temperatura de 75ºC por 15 a 20 segundos e depois resfriado, num processo que se chama pasteurização. Além disso, ele também deve ser embalado na própria fazenda, saindo de lá direto para as prateleiras dos mercados. Já o tipo ‘B’ possui um processo semelhante, mas a pasteurização e o envasamento podem ser realizados fora da fazenda, onde acontece a mistura com leites, do mesmo tipo, de outros produtores. Neste método, ocorre uma maior exposição ao ambiente e consequentemente, uma concentração de contaminantes mais elevada.

      Por fim, o tipo ‘C’ é o processo com critérios mais brandos de qualidade. No caso, a ordenha da vaca pode ser manual e não é obrigatório a armazenagem do leite em tanques refrigerados. Com isso, não há limites de microrganismos antes da pasteurização do produto. É o tipo ‘C’ que dá origem aos derivados do leite, como queijos e iogurtes. O famoso longa-vida, que é quando ocorre a homogeneização, também é originado do mesmo subtipo do produto.
      A grande diferença entre ambos os métodos é o tempo e a temperatura em que o líquido é aquecido durante o tratamento térmico. No processo de pasteurização, o leite é esquentado a 75ºC durante 15 a 20 segundos e suprime apenas as bactérias patogênicas, mantendo os lactobacilos benéficos vivos. O problema é que a validade do produto é de poucos dias, pois o procedimento não elimina todos os organismos maléficos à saúde. Já no processo “Temperatura Ultra-Alta” (UHT), o leite é submetido a temperatura de 130ºC entre dois e quatro segundos que destrói todas as bactérias probióticas e patogênicas ao organismo humano. A validade dele é de quatro meses.

      Att,
      Gabriela

Deixe uma resposta