Você não pode visualizar esta videoaula porque ainda não está logado.

0 comentários em “CO2010 – Coadjuvantes no Tratamento

  1. OLÁ!

    1. HÁ POSSIBILIDADE DO USO DO CARDO MARIANO NA FORMA DE INFUSÃO?
    NESTE CASO TAMBÉM TERIA EFEITO HEPATO PROTETOR?

    2. QUANTO SUPLEMENTAR DE VITAMINAS E e C?

    3. HÁ ALGUMA CONTRA-INDICAÇÃO NA SUPLEMENTAÇÃO DE CREATINA?

    4. EM RELAÇÃO AO PRÓPOLIS ALCOLICO, PODERIA SE UTILIZADO O AQUOSO?
    E O EXTRATO DE PROPOLIS (CÁPSULA) POSSUI O MESMO EFEITO?

    5. MINERAIS COMO SELENIO E COBRE DEVERIAM SER SUPLEMENTADOS OU SE A DIETA FOR RICA EM TAIS FONTES JA É SUFICIENTE?
    QUAIS ALIMENTOS SÃO RICOS EM COBRE?

    6. É POSSIVEL O USO DA BERBERINA E DA GYNOSTEMNA NA FORMA DE INFUSÃO?

    GRATA!

    • C02010- Coadjuvantes no Tratamento –
      1. HÁ POSSIBILIDADE DO USO DO CARDO MARIANO NA FORMA DE INFUSÃO? NESTE CASO TAMBÉM TERIA EFEITO HEPATO PROTETOR?
      Sim, o Cardo Mariano manterá suas propriedades mesmo na forma de infusão.
      1 colheres de sobremesa (5g) de Carmo Mariano (folhas) para 1 litro de água fervente. Deixar em infusão por 5 minutos e consumir 1 xícara de chá 3 vezes ao dia após as principais refeições.

      2. QUANTO SUPLEMENTAR DE VITAMINAS E e C?
      Vitamina C – O intestino absorve até 3g/dia sendo que, dessa quantidade, 2g são utilizados pelo próprio intestino. Cerca de duas horas após a ingestão de 1g de vitamina C, ocorre a absorção de aproximadamente 180mg da mesma. Desta forma, parece que o limite máximo de absorção por dose seja de em média 180 mg. A dose máxima que pode ser prescrita de vitamina C é 1916,02 mg.
      Vitamina E – conforme a Instrução normativa nº 28 da ANVISA, publicada no dia 27 de julho de 2018 pode-se estar prescrevendo até 100mg de Vitamina E por dia.

      3. HÁ ALGUMA CONTRAINDICAÇÃO NA SUPLEMENTAÇÃO DE CREATINA?
      A suplementação poderá causar alguns efeitos colaterais, tais como diarreia, dor de estômago e distensão abdominal. Apesar da existência de inúmeros relatos de caso na literatura indicando que a creatina possa prejudicar a função renal, não há evidências sustentáveis de que essa substância apresente riscos a homens saudáveis (OSTOJIC et al., 2008; GUALANO et al., 2008).
      OSTOJIC, S.M.; AHMETOVIC, Z. Gastrointestinal distress after creatine supplementation in athletes: are side effects dose dependent? Res Sports Med. v. 16, n. 1, p. 15-22, 2008.

      GUALANO, B. et al. A Suplementação de Creatina Prejudica a Função Renal? Rev Bras Med Esporte. v. 14, n. 1, 2008.

      A amplitude e a repetição desses achados fornecem evidências convincentes de que a creatina monohidratada é bem tolerada e segura para consumir em indivíduos saudáveis, treinados e não treinados, independentemente da idade.
      https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28615996?dopt=Abstract

      4. EM RELAÇÃO AO PRÓPOLIS ALCOLICO, PODERIA SE UTILIZADO O AQUOSO?
      O extrato de própolis pode ser preparado no meio aquoso ou alcóolico. A preparação do extrato etanólico é a que produz melhores efeitos farmacológicos, pois o etanol extrai mais ácido fenólico e compostos polares do que a água. Entretanto, nos casos em que há contraindicação do consumo de álcool, pode-se utilizar o aquoso.

      Att,
      Michely
      CRN10.5679

  2. Adorei o curso. Deixo meu parabéns!!!! Gostei tanto que ja adquiri outro curso.
    Muito obrigada.

  3. Bom dia. Aproveito para agradecer pelo excelente curso!

    A suplementação com alcachofra deve ser manipulada ou as que existem no mercado são boas? Poderia dar exemplos de fórmulas manipuladas com os compostos bioativos: cúrcuma, trans resveratrol, berberina, silimarina, vitaminas.
    Obrigada
    Att,
    Cris

    • Olá Cris,

      A alcachofra pode ser consumida na forma de chá (infusão) ou extrato seco.

      Segue exemplos de formulações:

      Relora® *- 250 mg

      Aviar em cápsulas qsp.
      ___ doses.

      Posologia:
      Consumir 1 dose 2 vezes ao dia 1 hora antes do almoço e do jantar.

      * Combinação patenteada de constituintes ativos de plantas, o honokiol e a berberina.

      Esteatose Hepática
      Componentes da fórmula:
      Lactobacillus acidophilus – 1 bilhão
      Bifidobacterium bifidum – 1 bilhão
      Lactobacillus bulgaricus – 1 bilhão
      Lactobacillus casei – 1 bilhão
      Lactobacillus rhamnosus – 1 bilhão
      Estreptococus Faecium – 1 bilhão

      Aviar X doses em cápsula qsp.

      Posologia:
      Consumir 1 dose junto com a refeição.

      Associar com:
      Inulina – 5g

      Aviar X doses em sachê qsp.

      Posologia:
      Diluir o conteúdo do sachê em 200ml de água;
      Consumir 1 dose conforme orientação nutricional.

      Associar com:
      Curcuma longa, extrato seco padronizado a no mínimo de 95% de curcuminoides – 500mg
      Vaccinium myrtillus, Mirtilo, extrato seco padronizado a 25% de antocianinas – 50mg
      Morosil®, Citrus sinensis L., Osbeck , extrato seco padronizado a flavonoides – 200mg
      Carduus marianus, Cardo Mariano, extrato seco padronizado a 80% de silimarina – 300mg

      Aviar X doses em cápsulas qsp.

      Posologia:
      Consumir 1 dose, 2 vezes ao dia, pela manhã em jejum e antes de dormir.

      Associar com:
      N-acetilcisteína – 300mg
      Selênio quelado – 100µg
      Ácido alfa lipoico – 50mg
      Quercetina lipofílica – 200mg
      Trans-resveratrol – 150mg

      Aviar X doses em cápsulas qsp.

      Posologia:
      Consumir 1 dose, 2 vezes ao dia, pela manhã em jejum e antes de dormir.

      Relora® *- 250 mg

      Aviar em cápsulas qsp.
      ___ doses.

      Posologia:
      Consumir 1 dose 2 vezes ao dia 1 hora antes do almoço e do jantar.

      Att,
      Gabriela

      • OLÁ GABRIELA.
        COMO DEVE SER FEITA A INFUSÃO DA ALCACHOFRA PARA QUE MANTENHA SUAS PROPRIEDADES HEPATO PROTETORAS?
        CONSUMIR A ALCACHOFRA TAMBÉM SERIA UMA ALTERNATIVA ?
        OBRIGADA

        • Olá tudo bem?
          A infusão de alcachofra é uma alternativa ao tratamento e deve ser feita da seguinte maneira – 2 colheres de sopa (20g) de alcachofra (Cynara scolymus L.) (folhas) para 1 litro de água fervente. Deixar em infusão por 5 minutos e consumir 1 xícara de chá 3 vezes ao dia após as principais refeições. Os estudos que demonstram efeito da Cynara scolymus L.utilizaram a alcachofra na forma de chá ou de extrato seco. Entretanto, alcachofra (alimento) por ser rico em prebiótico pode ser favorável para microbiota, favorecendo indiretamente a atividade hepatoprotetora.

          Att,
          Michely
          CRN10.5679

  4. Adorei as aulas….
    Parabéns….
    Assim que pagar essa irei comprar mais
    Obrigada
    Elenice

  5. boa tarde
    sobre a colina, existe um método para saber se o paciente está com deficiência do mesmo???
    Sobre os coadjuvantes….de forma eu posso usar, pois são muitos….
    Obrigada
    Elenice

    • Olá Elenice,

      Deficiências como colina e metionina foram implicadas na patogênese da lesão hepática. A esteatose hepática é um dos sinais clássicos da deficiência de colina em estudos com animais.
      Estudos atuias demonstram que a colina é essencial para a função hepática normal. Pesquisadores mostraram que deficiência de fatores lipotróficos (colina e metionina) podem produzir um fígado gorduroso, sendo que o etanol aumenta as necessidades de colina, em animais, possivelmente pelo aumento da oxidação da mesmo.

      Desta forma, podemos observar que:

      – Pessoas que possuem fígado gorduroso podem ter deficiência de colina;
      – A colina é intetizada a partir da metionina. Falta de metionina – deficiência de colina;
      – Disbiose – causa deficiência da colina e aumenta a trimetilamina; Disbiose – descarboxilação da colina.
      – Pessoas que consomem bebidas alcoolicas podem ter deficiência de colina.

      Dentre os nutrientes suplementados, a colina foi aquele responsável pelas mais altas concentrações de vitamina E e glutationa encontradas no fígado, o que já foi observado em outros estudos que demonstram uma correlação entre deficiência de colina e baixos níveis hepáticos de vitamina E e glutationa reduzida. Estes trabalhos denotam uma forte evidência que o aumento da peroxidação lipídica ocorre quando as concentrações de vitamina E e glutationa estão diminuídas.
      Na apostila, página 7, há uma tabela com os alimentos fonte de colina. Confira lá.

      Segue sugestão de formulação:

      Probioticoterapia

      +

      Formulação Hepatoprotetora
      Componente da fórmula:
      Indol-3-Carbinol – 100mg

      Aviar X doses em cápsulas qsp.

      Posologia:
      Consumir 1 dose, 1 a 2 vezes ao dia, após as refeições.

      Associar com:
      Carduus marianus, Cardo Mariano, extrato padronizado a 80% de silimarina – 500mg
      Curcuma longa, extrato seco padronizado a no mínimo de 95 % de curcuminoides – 200mg
      Zingiber officinalis, Gengibre, extrato seco padronizado a 5% de gingerols, raiz – 200mg

      Aviar X doses em cápsulas qsp.

      Posologia:
      Consumir 1 dose, 1 a 2 vezes ao dia, após as refeições.

      Att,
      Gabriela

  6. Olá!
    Não entendi a sugestão é que use lactobacillus jonhsonii porém nos exemplos de combinações ele não se encontra

    • Olá Lusiana,

      Lactobacillus Johnsonii

      Aplicações
      ü Disturbios gastro-intestinais;
      ü Aumenta imunidade do organismo;
      ü Previne e combate à Helicobater pylori, E. coli e Salmonella;
      ü Tratamento do melasma;
      ü Aumento da proteção aos danos da radiação na pele.

      Exemplo de formulação:

      Componentes da fórmula

      Lactobacillus acidophilus – 1 bilhão
      Lactobacillus casei – 1 bilhão
      Lactobacillus salivaris – 1 bilhão
      Lactobacillus johnsonii- 1 bilhão

      Aviar 30 doses em cápsulas* transparentes qsp para 30 dias.
      *Isentas de açúcar, corantes, edulcorantes artificiais e lactose.

      Posologia: Consumir 1 dose antes de dormir, durante 30 dias.

      Att,
      Gabriela

Deixe uma resposta