Você não pode visualizar esta videoaula porque ainda não está logado.

4 comentários em “CO1027 – Qualidade dos macronutrientes

  1. Olá, e chá de manjerona para paciente com gastrite e diabetes pode ser prescrito?

  2. Uma dúvida: quantos ovos devemos utilizar ao dia?

    • Olá Cibelli,

      Até 12 ovos com a gema, por semana associado a uma estratégia hipocalórica, Low Carb ou durante a perda de peso não aumenta risco cardiovascular, mesmo em pessoas hiperresponsivas ao colesterol dietético, diabéticos ou resistentes à insulina.

      A recomendação, etão, seria de 11/2 ovo por dia.
      A dica é preparar ovos em um pouco de azeite de oliva e incluir açafrão e pimenta preta para aumentar biodisponibilidade dos compostos bioativos do ovo e especiarias. Deixe a gema ao ponto ou um pouco mais molinha.

      Fonte:
      BLESSO, Christopher N.; FERNANDEZ, Maria Luz. Dietary Cholesterol, Serum Lipids, and Heart Disease: Are Eggs Working for or Against You?. Nutrients, v. 10, n. 4, p. 426, 2018.

      Att,
      Gabriela

  3. Então os chás hipoglicemiante não devera ser indicados para diabéticos, que fazem uso continuo de medicamentos.

    Att

    Aldeisa Campos

    • Olá Aldeisa,
      Sim os chás hipoglicemiantes devem ser evitados por pacientes diabéticos com uso de medicação, isso porque, os medicamentos hipoglicemiantes são substâncias que, quando ingeridas, têm a finalidade de baixar a glicemia e mantê-la normal (jejum <100 mg/dl e pós-prandial <140 mg/ dl) e seu uso associado com os chás podem trazer efeitos colaterais como a hipoglicemia e o coma diabético.

      Att,
      Michely

  4. O uso de chá hipoglicemiante tem alguma contra indicação de consumo?? Posso usar por tempo indeterminado ?

    • Olá Mara,

      Algumas plantas associadas ao tratamento do diabetes são consideradas tóxicas. Há muitos efeitos tóxicos das plantas, os quais podem resultar em hipoglicemia, tais como, hepatotoxicidade e bloqueio β-adrenérgico.
      Interações medicamentosas e alimentares e contraindicações podem ser pesquisadas na farmacopeia.

      Plantas medicinais podem interagir e/ou interferir na ação dos medicamentos quando utilizados concomitantemente.
      Algumas misturas podem anular ou potencializar efeitos terapêuticos. Outra questão importante é que não devemos utilizar os chás para tomar o
      medicamento convencional, pois pode haver interação entre as substâncias e causar prejuízos à saúde do usuário.
      Exemplo de interação medicamentosa é a carqueja (Baccharis trimera), que deve ser evitada quando são usados medicamentos para hipertensão e diabetes.

      Outro exemplo é a espécie conhecida popularmente como “Pata de vaca” e/ou “Unha de vaca”, Bauhinia forficata ou sinônimos, onde a literatura traz que o seu uso pode potencializar drogas antidiabéticas e é contraindicada para pessoas com hipoglicemia.

      Veja mais informações no link abaixo:
      http://portal.anvisa.gov.br/documents/33880/2562705/CP%2BN%25C2%25BA%2B73%2BCOFAR.pdf/4c1a5d0c-b81b-4d62-8e9e-b391ca91d101?version=1.0

      Att,
      Gabriela

Deixe uma resposta