Você não pode visualizar esta videoaula porque ainda não está logado.

0 comentários em “CO1019 – Longevidade

  1. Boa tarde ! Pessoas de acima de 60 anos , com hipertensão, problemas cardíacos , colesterol elevado pode fazer jejum intermitente??

    • Olá Karoline,
      A sugestão é não utilizar em idosos. Acredito que não iria ter adesão. Pessoas acima de 60 anos necessitam de complemntação nutricional e o jejum não seria o mais indicado para essa população.
      Apesar de ser um processo natural, o envelhecimento pode submeter o organismo a diversas modificações anatômicas e funcionais,
      com repercussões nas condições de saúde e nutrição do idoso.

      Os idosos constituem grupo de risco de carência de macro e micronutrientes, pois frequentemente apresentam dificuldades na manutenção adequada da ingestão energética e de nutrientes por meio de uma alimentação balanceada.

      Entre as mudanças fisiológicas que interferem no estado nutricional, destacam-se:
      diminuição do metabolismo basal, redistribuição da massa corporal, alterações no funcionamento digestivo, alterações na percepção sensorial e diminuição da sensibilidade à sede. Com exceção das duas primeiras, todas as outras podem interferir diretamente no consumo alimentar.

      Desta forma, é mais importante ajustar as deficiências nutricionais e ajustar os macronutrientes da dieta. O jejum iria reduzir o consumo aliemntar podendo causar mais deficiências nutricionais.

      Outra sugestão é a utilização de Whey Protein.
      Há estudos que demonstram que o Whey Protein e o HMB diminuem o catabolismo muscular no idoso.

      Uma das consequências do processo normal de envelhecimento é a perda de massa muscular ou sarcopenia. Inúmeras pesquisas concordam que sarcopenia não pode ser exemplificada por um simples fator, mas sim, um complexo relacionamento entre o músculo (miopatia) e o nervo (neuropatia) e suas alterações e declínios. O whey protein é utilizado também para reduzir a sarcopenia e há vários estudos científicos que comprovam esta relação. A dose diária média é de 20 a 30 g.

      Att,
      Gabriela

Deixe uma resposta