Você não pode visualizar esta videoaula porque ainda não está logado.

0 comentários em “CO1012 – Hematologia 1

  1. em uma anemia hipocromica e microcitica ( cor e volume da celula diminuida) A anemia é regulada com ingestaao de vitamina b12, b5, b 9 ferro e vit A. Mas se a anemia for hipercromica e macrocitica ( cor e volume da celula aumentada) qual conduta dietoterapica seguir?

    • Olá Marilia,

      Na macrocitose o diagnóstico é baseado na detecção de baixos níveis séricos de vitamina B12 ou níveis elevados dos metabólitos séricos homocisteína e ácido metilmalônico.

      Na anemia macrocítica o VCM elevado sugere deficiência de folato ou vitamina B12, que é uma das causas de anemia macrocítica. O aumento do VCM pode estar associado também ao excesso alcoólico e à doença hepática.

      CAUSAS DE MACROCITOSE

      Pode ocorrer pela anemia Megaloblástica: por deficiência e metabolismo da vitamina B12
      Vit B12 e Folatos são necessórios na biosíntese do DNA.

      • Anemias hemolíticas
      • Álcool
      • Doenças hepáticas
      • Hipotiroidismo
      • Drogas citotóxicas
      • Gravidez

      Neste caso, é necessário investigar a causa e tratá-la.
      No caso de deficiências nutricionais deve-se corrigí-las.

      O termo hipercromia é utilizado a populações de eritrócitos com CHCM elevado, como na esferocitose.
      Na esferocitose, uma alteração genética e hereditária provoca alterações na quantidade ou qualidade de proteínas que formam as membranas das hemácias do sangue. As alterações nestas proteínas fazem com que haja a perda da rigidez e da proteção da membrana das hemácias, o que faz com que se tornem mais frágeis e com um tamanho menor, apesar do conteúdo ser o mesmo, formando hemácias menores, com aspecto arredondados e mais pigmentados.

      Esferocitose Hereditária é um tipo de anemia provocada pela destruição dos glóbulos vermelhos do sangue, sendo uma anemia hemolítica. Ela surge devido a defeitos congênitos nas membranas dos glóbulos vermelhos, que acabam sendo menores e menos resistentes do que o habitual, e são facilmente destruídos pelo baço.
      A esferocitose é uma doença hereditária, que acompanha a pessoa desde o nascimento, no entanto, pode evoluir com anemia de gravidade variável.
      A esferocitose tem tratamento orientado pelo hematologista, podendo ser indicada a reposição de ácido fólico e, nos casos mais graves que comprometem o desenvolvimento ou provocam muitos sintomas, a principal forma de controlar a doença é com a retirada do baço por cirurgia.

      Att,
      Gabriela

  2. Boa tarde,
    o valor de CHCM é dado em porcentahem. E NOS INFORMA APENAS UM VALOr mas o CHCM NOS DIZ a qntd de hemacia colorida(com cor) e descolorida(sem cor), entao o valor que temos no exame laboratorial nos informa a % das coloridas? Veja se esTou certa, ex: valor obtido do exame CHCM= 34% (REF 32 A 36) ISSO SIGNIFICA QUE 34% SAO AS COLORIDAS E 2% SAO AS DESCOLORIDAS?

    • Olá Marilia,

      Não. Esse índice permite a avaliação do grau de saturação de hemoglobina no eritrócito.

      Uma forma mais fácil de entender é que o CHCM serve para avaliar a quantidade média de hemoglobina na célula. A hemoglobina é a proteína que dá a cor vermelha aos glóbulos vermelhos e, consequentemente, ao sangue. Sua principal função é transportar oxigênio.

      Quando o valor de CHCM está alto, os eritrócitos são mais escuros. Se a pessoa estiver com anemia, ela é chamada hipercrômica.

      Por outro lado, se a CHCM estiver baixa, as hemácias estão mais claras e a anemia é denominada hipocrômica.

      Valores altos de HCM são encontrados em glóbulos vermelhos mais escuros. Nesses casos, a anemia é denominada hipercrômica.

      Se o HCM estiver baixo, as hemácias terão coloração mais clara e a anemia é chamada hipocrômica.

      Valores normais de HCM são encontrados em glóbulos vermelhos de cor normal, chamados normocrômicos.

      Quando os valores de CHCM estão dentro do normal, a coloração dos glóbulos vermelhos é considerada normal.

      Os valores de referência de CHCM variam entre 31 a 36 g/dl.

      Veja mais informações:

      O CHCM (Concentração de hemoglobina globular média) é a avaliação da hemoglobina encontrada em 100 mL de hemácias, também conhecidas como eritrócitos ou glóbulos vermelhos.

      Hemoglobina = proteína encontrada no interior dos eritrócito e sua principal função é o transporte de oxigênio dos pulmões para os tecidos do corpo.

      Esse índice permite a avaliação do grau de saturação de hemoglobina no eritrócito. A saturação da hemoglobina normal indica a presença de hemácias ditas normocrômicas.
      Quando diminuída, teremos hemácias denominadas hipocrômicas e, quando aumentadas, hemácias hipercrômicas.
      Células mais escuras são chamadas hipercrômicas e, as mais claras, hipocrômicas.

      O CHCM pode diminuir quando o VGM está baixo. O aumento é limitado pela quantidade de hemoglobina que cabe na hemácia.

      VGM Volume globular médio Aumenta nas deficiências de folato e de vitamina B12. Diminui na deficiência de ferro e nas talassemias.

      Att,
      Gabriela

  3. Que valores são esses do último slide? Anemias… – HCM > ou ou ou <

  4. O que representa o valor de RDW no hemograma?

    • Olá Andreza,

      RDW – Índice de anisocitose eritrocitária
      Varia 11,5 – 14,5%,

      Dentre as avaliações, o hemograma mostra a anemia microcítica e hipocrômica acentuada, cuja principal alteração morfológica é a anisocitose (também ilustrada pelo aumento do RDW).

      O índice RDW avalia a amplitude da superfície dos eritrócitos.
      O índice RDW tem importância quando está aumentado acima do padrão e é indicativo de anisocitose.

      Pesquisadores sugeriram que o RDW poderia contribuir para uma melhor diferenciação das anemias microcíticas e hipocrômicas. Laboratorialmente, a anemia é microcítica e hipocrômica (VCM e HCM diminuídos) e a contagem de reticulócitos pode ser normal (1% a 2%) ou apresentar reticulocitose relativa discreta. Há anisocitose, poiquilocitose e plaquetas em número aumentado. As dosagens de ferro sérico e ferritina estão diminuídas e TIBC e RDW aumentados.

      Os índices eritrocitários são parte importante, pois podem ajudar no esclarecimento da etiologia e na classificação. O volume corpuscular médio (VCM) inferior ao valor de normalidade (< 80 fl) reflete microcitose, enquanto valores elevados (> 100 fl) macrocitose. Os dados de hemoglobina corpuscular média (HCM) e da concentração de hemoglobina corpuscular média (CHCM) podem relacionar-se aos defeitos de síntese da Hb, quando reduzidos (hipocromia) já o RDW (red cell distribution width), fornecido pelos contadores automáticos, é um índice que mede com precisão a intensidade da anisocitose. A descrição pormenorizada do esfregaço fornece informações quanto a variações no tamanho (anisocitose) e forma das células (poiquilocitose) complementando as informações dos índices descritos acima.

      Att,
      Gabriela

Deixe uma resposta